PARTICIPAÇÃO SOCIAL E DESEMPENHO DO SISTEMA DE SAÚDE: RELEXÕES SOBRE UBERLÂNDIA E JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS, BRASIL

Autores

  • Julio Cesar de Lima Ramires Instituto de Geografia Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia132614

Resumo

Este texto tem como objetivo apresentar algumas reflexões sobre os possíveis nexos entre participação da sociedade e o desempenho do Sistema Único de Saúde, tomando como referência empírica os municípios de Uberlândia e Juiz de Fora. Utiliza-se da pesquisa documental, com enfoque quantitativo, com dados socioeconômicos do IBGE, banco de dados do Ministério da Saúde (DATASUS),  indicadores do índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS), e dados do Sistema  de Acompanhamento dos Conselhos de Saúde. Os conselhos de saúde deveriam/poderia ter um papel importante na mudança do modelo de atenção de atenção à saúde que ainda destina a maior parte de seus recursos para a média e alta complexidade, influenciado de forma mais incisiva as políticas de saúde, tendo em vista que o orçamento para o setor é definido no âmbito dos conselhos municipais. Assim sendo, pode-se inferir que os conselhos municipais apresentaram um papel limitado na formulação das políticas de saúde. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-07

Como Citar

DE LIMA RAMIRES, J. C. PARTICIPAÇÃO SOCIAL E DESEMPENHO DO SISTEMA DE SAÚDE: RELEXÕES SOBRE UBERLÂNDIA E JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS, BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 13, n. 26, p. 166–174, 2017. DOI: 10.14393/Hygeia132614. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/39738. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos