A ESTIAGEM E AS INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM PORTO VELHO (RO) - PER͍ODO 2010 - 2015

Autores

  • Rafael Franca Universidade de Brasília
  • Alex Santos

DOI:

https://doi.org/10.14393/142708

Palavras-chave:

Doenças respiratórias. Clima. Porto Velho.

Resumo

As doenças respiratórias representam hoje uma das maiores causas de mortalidade por doenças no Brasil e no mundo. Localizado na porção meridional da Amazônia, o município de Porto Velho fica em uma região com alto índice de pluviosidade, sobretudo durante os meses de novembro a abril, já em junho, julho e agosto ocorre o período mais seco do ano. A baixa umidade relativa do ar e as altas temperaturas dessa época podem provocar consequências sobre a saúde e o bem estar da população. Este trabalho busca compreender a relação entre as internações por doenças respiratórias e o comportamento da temperatura e a umidade relativa do ar em Porto Velho (RO) no período de 2010 a 2015. Os dados meteorológicos utilizados pertencem à rede de observações meteorológicas da Aeronáutica - REDEMET. Já os dados epidemiológicos foram coletados junto ao banco de dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). As análises demonstraram que o maior número de internações quase sempre ocorre em março e abril. Esse dado rejeita a hipótese de que o período da estiagem se destacaria no registro de doenças respiratórias na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Franca, Universidade de Brasília

Professor do Departamento de Geografia, Climatologista

Alex Santos

Geógrafo pela Universidade Federal de Rondônia

Downloads

Publicado

2018-03-02

Como Citar

FRANCA, R.; SANTOS, A. A ESTIAGEM E AS INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM PORTO VELHO (RO) - PER͍ODO 2010 - 2015. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 14, n. 27, p. 99–107, 2018. DOI: 10.14393/142708. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/38843. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos