A GEOGRAFIA DA TUBERCULOSE EM RORAIMA

Autores

  • Heila Antonia das Neves Rodrigues Instituto Federal de Roraima
  • Júlia Elizabete Barden UNIVATES
  • Luís Fernando da Silva Laroque UNIVATES

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia1229945

Palavras-chave:

tuberculose, Doença, Saúde, Geografia

Resumo

A tuberculose é uma doença que possui estreita relação com a pobreza. A doença é causada pelo Mycobacterim tuberculosis ou bacilo de Koch, descoberta em 1882. A tuberculose chegou ao Brasil com os colonizadores e desde então chama a atenção das autoridades em saúde. Em Roraima a doença é registrada em todos os municípios, com maior ocorrência em Boa Vista. A pesquisa, exploratória, teve como objetivo analisar a ocorrência da tuberculose entre os municípios roraimenses no período de 2000 a 2013. Utilizou-se como procedimentos para a identificação e mapeamento dos casos da doença as pesquisas, bibliográfica e documental. Foram acessados dados referentes à saúde e aspectos socioeconômicos da população roraimense por município nos sites do Ministério da Saúde a partir do sistema DATASUS/TABNET e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A coleta dos dados permitiu conhecer a estrutura de atendimento à saúde em todos os municípios, bem como a ocorrência e evolução da doença para este período. A análise dos dados demonstram que Roraima atingiu das metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, em atendimento as metas preconizadas pela Organização das Nações Unidas - ONU, em 2000, através dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODM.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heila Antonia das Neves Rodrigues, Instituto Federal de Roraima

Especialista em Geografia - IFRR

Júlia Elizabete Barden, UNIVATES

Doutora em Economia - UNIVATES

Luís Fernando da Silva Laroque, UNIVATES

Doutor em História - UNIVATES

Downloads

Publicado

12-06-2016

Como Citar

RODRIGUES, H. A. das N.; BARDEN, J. E.; LAROQUE, L. F. da S. A GEOGRAFIA DA TUBERCULOSE EM RORAIMA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 12, n. 22, p. 38–49, 2016. DOI: 10.14393/Hygeia1229945. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/29945. Acesso em: 10 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos