DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DAS RECLAMAÇÕES SOBRE POMBOS (Columba livia domestica) EFETUADAS AO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE NITERÓI, RJ (2009-2013)

Autores

  • Flavio Fernando Batista Moutinho UFF e Fundação Municipal de Saúde de Niterói
  • Cathia Maria Barrientos Serra UFF
  • Luiza Carneiro Mareti Valente
  • Fabio Villas Boas Borges
  • Francisco de Faria Neto

Palavras-chave:

pombo doméstico, columbiformes, animal sinantrópico

Resumo

Os pombos são fonte de incômodo para muitas pessoas e geram reclamações da população em diversos países do mundo em consequência da superpopulação e de suas características sinantrópicas. Foi efetuado um levantamento documental dos registros de reclamações da comunidade sobre o assunto feitas ao Centro de Controle de Zoonoses de Niterói, RJ, no período 2009-2013. Os dados foram espacializados em função das regiões administrativas e bairros. A análise foi realizada por meio de técnicas de estatística descritiva. Os resultados encontrados foram correlacionados em relação ao tamanho da população, à temperatura mensal média e à renda por domicílio. Houve média de 50,2 reclamações por ano. Foram encontradas correlação fortemente positiva com o tamanho da população humana e correlação fraca com a renda por domicílio. As reclamações apresentaram um caráter sazonal, com predomínio no outono e no inverno, e correlação negativa com a temperatura média mensal. A distribuição das reclamações vem se expandindo para novas áreas, havendo, ainda, bairros em que o problema persiste e aqueles em que nunca houve reclamações. Com relação à sazonalidade encontrada, maiores estudos deverão ser realizados para se confirmar a existência de uma relação com aspectos biológicos ou comportamentais dos pombos em Niterói. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-28

Como Citar

BATISTA MOUTINHO, F. F.; BARRIENTOS SERRA, C. M.; CARNEIRO MARETI VALENTE, L.; VILLAS BOAS BORGES, F.; DE FARIA NETO, F. DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DAS RECLAMAÇÕES SOBRE POMBOS (Columba livia domestica) EFETUADAS AO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE NITERÓI, RJ (2009-2013). Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 11, n. 21, p. 49–61, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/29711. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos