TABAGISMO: MOTIVOS DA CESSAÇÃO E DA RECAÍDA NA POPULAÇÃO DE UM NASF

Autores

  • Lucimare Ferraz Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco e Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC.
  • Maria Assunta Busato Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco
  • Carla Rozane Paz Arruda Teo Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco
  • Tamires Mattos Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco
  • Bruna Lieshout Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Palavras-chave:

Tabagismo, Cessação, Recaída

Resumo

Introdução: o tabagismo é a principal causa evitável de óbito no mundo, caracterizando-se um problema de saúde pública. Objetivo: identificar os motivos que levaram a cessação do uso do tabaco e os que levam ex-fumantes a terem recaídas de moradores de bairros pertencentes a um Núcleo Apoio a Saúde da Família (NASF). Metodologia: pesquisa descritiva, com delineamento de um estudo transversal. Foram entrevistadas 1023 famílias pertencentes a quatro bairros de um Núcleo Apoio a Saúde da Família do município de Chapecó-SC. A análise dos dados foi realizada com o auxilio do programa Statistical Package for Social Science. Resultados: das famílias entrevistadas, 516 possuíam algum membro ex-fumante ou fumante. Dessas, em 55,2% havia pelo menos um fumante e em 44,7% pelo menos um ex-fumante. Os motivos que levaram a cessação do uso do cigarro foram: crença de que o tabaco faz mal à saúde (34,7%), problema de saúde (29,4%) e por orientação do profissional de saúde (3,3%). Quanto às recaídas à principal causa foi o nervosismo (42,8%). Conclusão: os resultados indicam a necessidade do acompanhamento aos ex-fumantes, visando minimizar os fatores de risco para recaídas, evidenciando a importância do profissional de saúde atuar nesse processo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucimare Ferraz, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco e Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC.

Doutora.Docente do programa de Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó e do departamento de enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC.

Maria Assunta Busato, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Doutora.Docente do programa de Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Carla Rozane Paz Arruda Teo, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Doutora.Docente do programa de Stricto Sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Tamires Mattos, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Bruna Lieshout, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco

Downloads

Publicado

2015-07-27

Como Citar

FERRAZ, L.; BUSATO, M. A.; TEO, C. R. P. A.; MATTOS, T.; LIESHOUT, B. TABAGISMO: MOTIVOS DA CESSAÇÃO E DA RECAÍDA NA POPULAÇÃO DE UM NASF. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 11, n. 20, p. 127–137, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/28339. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos