ANÁLISE ESPACIAL DA LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA NO MUNICÍPIO DE PETROLINA, PERNAMBUCO, BRASIL

Autores

  • Carina Scanoni Maia Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Danillo de Souza Pimentel Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Marília de Andrade Santana Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Genova Maria de Oliveira Secretaria de Saúde do Governo do Estado de Pernambuco
  • Nara de Arruda Pedrosa Secretaria de Saúde do Governo do Estado de Pernambuco
  • Luciano Alves do Nascimento Secretaria de Saúde do Governo do Estado de Pernambuco
  • Maria Aparecida da Gloria Faustino Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Leucio Camara Alves Universidade Federal Rural de Pernambuco

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Epidemiologia, Leishmaniose Visceral

Resumo

O Sistema de Informações Geográficas permite mapear e identificar as áreas com alto risco para ocorrência de novos casos de leishmaniose visceral (LV). Objetivou-se neste estudo avaliar a distribuição espacial da LV em humanos e cães domiciliados no município de Petrolina, Estado de Pernambuco, Brasil. Foi realizado um estudo transversal dos casos humanos no período de 2001 a 2010 em Petrolina e constatou-se 117 casos da enfermidade. Destes, 35,89% foram localizados e georreferenciados. A partir disso, uma pesquisa sorológica foi realizada em cães residentes nas áreas onde os casos humanos foram verificados. Dos 600 cães avaliados, 19,16% foram sororreagentes, sendo que 73,04% pertenciam à zona urbana. Após análise espacial dos casos humanos e caninos, observou-se a presença de Clusters, tanto na zona rural como urbana. No entanto, em ambos os casos, a concentração foi maior na área urbana e onde ocorreu perda da cobertura vegetal. Quando foi realizada a sobreposição dos mapas, nenhuma associação entre casos caninos e humanos foi encontrada. A análise espacial da Leishmaniose Visceral em Petrolina permitiu concluir que a enfermidade se encontra em fase de urbanização, mas sem associação entre casos humanos e caninos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-07-25

Como Citar

MAIA, C. S.; PIMENTEL, D. de S.; SANTANA, M. de A.; DE OLIVEIRA, G. M.; PEDROSA, N. de A.; DO NASCIMENTO, L. A.; DA GLORIA FAUSTINO, M. A.; ALVES, L. C. ANÁLISE ESPACIAL DA LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA NO MUNICÍPIO DE PETROLINA, PERNAMBUCO, BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 10, n. 18, p. 167–176, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/24027. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos