IMPLEMENTAÇÃO DA "ESTRATÉGIA DE HOSPITAIS SEGUROS FRENTE A DESASTRES" NO BRASIL: DESAFIOS E EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS

Autores

  • Modestino José Póvoas de Salles Universidade Federal Fluminense
  • Luciana Tricai Cavalini Universidade Federal Fluminense

Palavras-chave:

Gerenciamento de Segurança, Engenharia e Manutenção Hospitalar, Prevenção e Mitigação.

Resumo

OBJETIVO: Estimar o índice de Segurança Hospitalar para três hospitais da Região Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, área regularmente atingida por desastres naturais. MÉTODO: Foi adotada a estratégia de avaliação de Hospitais Seguros, proposta pela Organização Panamericana da Saúde. Em cada hospital, aplicou-se um Formulário para a Avaliação de Hospitais Seguros, abordando aspectos estruturais, não estruturais e funcionais da capacidade de resposta a desastres nos serviços analisados. Com base nos dados coletados, calcularam-se as probabilidades de funcionamento do hospital em situação de desastre, para cada um dos três componentes da avaliação, o que permitiu a estimativa do índice de Segurança Hospitalar global. RESULTADO: Os três hospitais avaliados apresentaram classificação de risco intermediário (nível B do índice de Segurança Hospitalar), sendo que o hospital de maior complexidade apresentou o melhor valor da medida (0,63). Os componentes estruturais foram os que apresentaram melhores resultados no hospital de porte médio e de construção mais recente. CONCLUSÃO: Este estudo evidenciou a viabilidade de implementação da estratégia de Hospitais Seguros e a aplicabilidade do índice de Segurança Hospitalar nos hospitais brasileiros. Alguns desafios políticos e institucionais para a efetivação desta política de saúde são identificados e discutidos, com vistas à sua superação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Modestino José Póvoas de Salles, Universidade Federal Fluminense

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (1981). Médico concursado do Hospital Universitário Antonio Pedro da Universidade Federal Fluminense, na especialidade de pediatria. Médico concursado do Ministério da saúde na especialidade de pediatria. Atuamente é coordenador do serviço de Emergência do HUAP / UFF.

Luciana Tricai Cavalini, Universidade Federal Fluminense

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Paraná (1994), mestrado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (1999), doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005) e pós-doutorado em Medicina Social pelo Karolinska Institutet, Suécia (2008). Atualmente é Professora Adjunto 4 (40 horas) do Departamento de Tecnologias da Informação e Educação em Saúde da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Professora Adjunto IV (20 horas) do Departamento de Epidemiologia e Bioestatística do Instituto de Saúde da Comunidade da Universidade Federal Fluminense (UFF). Ocupou o cargo de Diretora do Instituto de Saúde da Comunidade da Universidade Federal Fluminense (gestão 2008-2012).

Downloads

Publicado

2012-06-05

Como Citar

DE SALLES, M. J. P.; CAVALINI, L. T. IMPLEMENTAÇÃO DA "ESTRATÉGIA DE HOSPITAIS SEGUROS FRENTE A DESASTRES" NO BRASIL: DESAFIOS E EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 8, n. 14, p. 81–90, 2012. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/17109. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos