ANÁLISE DA CORRELAÇÃO ENTRE DENGUE E INDICADORES SOCIAIS A PARTIR DO SIG - ANALYSIS OF CORRELATION BETWEEN DENGUE AND SOCIAL INDICATORS FROM GIS

Autores

  • Marcos Esdras Lite Universidade Estadual de Montes Claros

Palavras-chave:

Dengue, SIG, indicadores sociais, cidade e Montes Claros

Resumo

A dengue vem se destacando entre as doenças emergentes, devido a sua ocorrência em uma vasta região do planeta. Além disso, epidemias dessa doença se tornaram frequentes em algumas cidades brasileiras. Por isso, estudar os fatores de risco e suas interações para o desenvolvimento do principal vetor da dengue, o mosquito Aedes aegypti é relevante para a intervenção pública, através de medidas efetivas de prevenção dessa doença. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho foi analisar, a partir do cruzamento de dados em um ambiente de SIG, a relação entre a dengue e os indicadores de renda, de educação e de saneamento básico, bem como, do adensamento demográfico na cidade de Montes Claros. Essa cidade se destaca pela posição na rede urbana mineira, em que é a maior cidade das regiões norte, noroeste e nordeste do estado de Minas Gerais. Apresenta características climáticas propicias a proliferação do vetor da dengue, por isso, a análise sobre a influencia dos indicadores sociais na ocorrência da dengue é importante para subsidiar as ações de saúde pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Esdras Lite, Universidade Estadual de Montes Claros

Professor da Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Coordenador do Laboratório de Geoprocessamento da Unimontes. Membro do conselho editorial da Revista Cerrados/Unimontes. Revisor da Revista caminhos de geografia/UFU.

Downloads

Publicado

2011-02-02

Como Citar

LITE, M. E. ANÁLISE DA CORRELAÇÃO ENTRE DENGUE E INDICADORES SOCIAIS A PARTIR DO SIG - ANALYSIS OF CORRELATION BETWEEN DENGUE AND SOCIAL INDICATORS FROM GIS. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 6, n. 11, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/16981. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos