PADRÕES ESPAÇO-TEMPORAIS DE Haemagogus janthinomys E leucocelaenus NA ÁREA DE INFLUÊNCIA DA USINA HIDROELÉTRICA APM-MANSO, MT

Autores

  • Marcos Antonio da Silva Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Departamento de Geografia
  • Peter Zeilhofer Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Departamento de Geografia
  • Emerson Soares dos Santos Universidade de São Paulo (USP), Departamento de Geografia
  • Ana Lucia Maria Ribeiro Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Faculdade de Ciências Médicas
  • Rosina Djunco Miyazaki Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Departamento de Biologia
  • Marina Atanaka dos Santos Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto de Saúde Coletiva

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia616979

Palavras-chave:

Mapeamento de habitat, SIG, Haemagogus, Febre amarela silvestre

Resumo

O ambiente físico na área de influência da hidroelétrica "Aproveitamento Múltiplo do Manso" (APM-Manso) apresenta elementos favoráveis para o desenvolvimento do ciclo silvestre da febre amarela. Neste contexto, o presente estudo visa a aplicação de técnicas de Sensoriamento Remoto, Sistema de Informação Geográfica e Regressão Logística para mapeamento da aptidão de habitats de Haemagogus janthinomys e Haemagogus leucocelaenus, os principais vetores de transmissão de Febre Amarela Silvestre. Foram realizadas 64 campanhas entomológicas entre os anos de 2000 e 2001, com capturas em oito pontos de coleta. Planos de Informação das Formações vegetais e da Terceira componente da transformação Tasseled Cap, um índice espectral da umidade da superfície terrestre foram obtidas de uma imagem multiespectral do Landsat ETM+. De um Modelo Numérico de Terreno de alta resolução foram derivados Planos de informação da Declividade, Exposição das rampas e Incidência solar. Um modelo de Regressão Logística identificou a Incidência solar, a Declividade e a Terceira componente da transformação Tasseled Cap como variáveis explanatórias significativas para a presença dos vetores. O modelo de Regressão Logística resultou em uma exatidão geral de 85,9%, um desempenho considerado satisfatório para predições espaciais da aptidão de habitats.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-09-2010

Como Citar

SILVA, M. A. da; ZEILHOFER, P.; SANTOS, E. S. dos; RIBEIRO, A. L. M.; MIYAZAKI, R. D.; SANTOS, M. A. dos. PADRÕES ESPAÇO-TEMPORAIS DE Haemagogus janthinomys E leucocelaenus NA ÁREA DE INFLUÊNCIA DA USINA HIDROELÉTRICA APM-MANSO, MT. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 6, n. 10, p. 77–89, 2010. DOI: 10.14393/Hygeia616979. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/16979. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos