Abundância e impacto do controle de pragas urbanas na região de uma subprefeitura do município de são Paulo / Abundance and impact of control urban pest in the area of a Subprefeitura in São Paulo city

Autores

  • Solange - Papini Marioa A. Papini e Rachel maldi Papini
  • Juliana Lima Oliveira
  • Alessandro Mazzoni
  • Maria Inês Oliveira Andrade
  • Luiz Carlos Luchini

Palavras-chave:

roedores, baratas, pulgas, inseticidas, rodenticidas

Resumo

Os princípios do manejo integrado de pragas, utilizado já há algum tempo na agricultura e mais recentemente na área urbana, envolve o uso de técnicas de manejo ambiental, educação da população e controle químico. Mas, o primeiro passo, para que o processo de controle seja eficaz e tenham menor risco ao meio, é conhecer quais as espécies de maior demanda social e com maior impacto ambiental. Assim, este estudo procurou conhecer qual a maior demanda da população da região em relação à presença de animais sinantrópicos e quais medidas adotadas mais frequentes para seu controle por meio das solicitações recebidas pela Unidade de Vigilância Ambiental de uma Subprefeitura do Município de São Paulo, durante três anos consecutivos. Em cada solicitação foram anotados o tipo de animal presente, o controle utilizado e quantidade de biocida. Do total de 1661 solicitações, recebidas nos três anos, 88,50% foram para ratos, 9,33% para baratas, 0,78% para escorpiões, 0,54% para formigas, 0,42% para pulgas, 0,18% para formigas e 0,06% para carrapatos. Apenas para três espécies (ratos, baratas, e pulgas), além de medidas educativas, o controle químico foi utilizado. Em cerca de 70% das solicitações para roedores foi utilizado rodenticida, já para pulgas 42,87% e para baratas 18,71% das solicitações tiveram uso de inseticidas. Os resultados indicaram que os esforços devem ser concentrados na melhoria do controle populacional de ratos uma vez que estes animais foram responsáveis pela maior demanda social e ao mesmo tempo gerou o maior impacto ambiental com seu controle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange - Papini, Marioa A. Papini e Rachel maldi Papini

Bióloga, Mestre em Ecologia pela USP/IB, Doutora em Ecologia pela USP/IB. Desenvolve pesquisa na área de vigilância em saúde ambiental.

Juliana Lima Oliveira

Bióloga, Mestre em Ecologia pela USP/IB.

Alessandro Mazzoni

Biólogo, Mestre em Ecologia pela USP/IB

Maria Inês Oliveira Andrade

Veterinária, atua no controle de zoonoses

Luiz Carlos Luchini

Químico, Mestre em Energia Nuclear na Agricultura pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura/USP, Doutor em Química Analítica pela Instituto de Química de São Carlos /USP

Downloads

Publicado

2010-02-02

Como Citar

PAPINI, S. .-.; OLIVEIRA, J. L.; MAZZONI, A.; ANDRADE, M. I. O.; LUCHINI, L. C. Abundância e impacto do controle de pragas urbanas na região de uma subprefeitura do município de são Paulo / Abundance and impact of control urban pest in the area of a Subprefeitura in São Paulo city. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 5, n. 9, 2010. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/16949. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos