A A ESPACIALIZAÇÃO DA FRUTICULTURA NA AGRICULTURA FAMILIAR NO NORTE FLUMINENSE.

Autores

  • Bruna Alessandra de Gouveia Freitas Universidade Federal Fluminense
  • Erika Vanessa Moreira Professora Adjunta Universidade Federal Fluminense

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a fruticultura na agricultura familiar no Norte Fluminense, mostrando suas possíveis potencialidades no âmbito socioeconômico e espacial, durante os anos de 2000 a 2016. A região Norte Fluminense abarca nove municípios (Campos dos Goytacazes, Carapebus, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Quissamã, Macaé, São Fidélis, São João da Barra e São Francisco de Itabapoana). Para a realização da pesquisa, adotamos os métodos quantitativos e qualitativos com o objetivo de compilar dados e informações da área de estudo e, em contrapartida, apresentá-los e contribuir com os agricultores familiares. Utilizamos os seguintes procedimentos metodológicos: levantamento bibliográfico; levantamento documental junto às secretarias de agricultura municipais, Pesagro, Emater e Associações existentes; compilação e sistematização de dados de fonte secundária – SIDRA/IBGE; realização de pesquisa de campo exploratória; aplicação de roteiros de entrevistas semiestruturados e questionários semiestruturados com agricultores familiares nos municípios com maior valor total com a fruticultura. A Fruticultura sempre esteve presente na Região Norte Fluminense, mas a partir dos anos 2000, como o Projeto Frutificar, houve a disseminação, ainda que seletiva, de variedades de frutas tanto na agricultura patronal quanto junto aos agricultores familiares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Vanessa Moreira, Professora Adjunta Universidade Federal Fluminense

Professora Adjunta de Geografia da Universidade Federal Fluminense, Campos dos Goytacazes.

Downloads

Publicado

2019-09-27