Uma fúria compartilhada em toda parte: sentimento e cultura material nos primórdios do punk rock do interior paulista

Autores

  • Carlos Eduardo Marquioni

DOI:

https://doi.org/10.14393/artc-v23-n43-2021-64089

Palavras-chave:

Punk rock, estrutura de sentimento, cultura material

Resumo

O artigo analisa ocorrências do ethos “Faça você mesmo” (em relação ao punk rock) na cidade de Santa Gertrudes no início da década de 1980. Sustenta que traços de um “sentimento” (Raymond Williams) do período podem ser identificados ao relacionar práticas de punk rockers em metrópoles mundiais com aquelas assumidas por moradores da pequena cidade paulista, estabelecendo-se o que é intitulado aqui como fúria compartilhada. Isso contribuiria para a superação de dificuldades de acesso a conteúdos a partir da produção e distribuição de artefatos que constituem formas de “cultura material” (Daniel Miller), e para a formação de banda musical local: esses dois aspectos parecem habilitar a inclusão dos santa-gertrudenses na “comunidade imaginada” (Benedict Anderson) do punk rock.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Marquioni

Doutor em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Professor do Programa de Pósgraduação em Comunicação e Linguagens da UTP. Autor, entre outros livros, de Programas jornalísticos na TV aberta brasileira: entre atualizações da experiência televisual e a manutenção de antigos contratos de leitura. Jundiaí: Paco, 2016. 

Referências

“1969” (The Stooges), The Stooges. LP The Stooges, Elektra/Rhino, 1969.

“I wanna be sedated” (The Ramones), The Ramones. LP Road to ruin, Elektra/Rhino, 1978.

“No fun” (The Stooges), The Stooges. LP The Stooges, Elektra/Rhino, 1969.

“Santa não tem nada” (Parsifal Filier e Leandro Filier), Lixo Atômico. 1981 (não gravada).

Punk songs to beat the boredom. Bored? Isolated? Completed Netflix? These bands know how you feel… Disponível em <http://www.kerrang.com/features/15-punk-songs-to-beat-the-boredom/>. Acesso em 13 abr. 2020.

ABRAMO, Helena Wendel. Cenas juvenis: punks e darks no espetáculo urbano. São Paulo: Página Aberta, 1994.

ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

BENNETT, Andy. Music, style, and aging: growing old disgracefully? Philadelphia: Temple University Press, 2013.

Bizz Heavy, n. 1, São Paulo, out. 1986.

DOE, John. Under the big black sun: a personal history of L. A. punk. Philadelphia: Da Capo Press, 2016.

FERREIRA, Vitor Sérgio. Ondas, cenas e microculturas juvenis. Plural, v. 15, São Paulo, jan.-dez. 2008.

FILIER, Parsifal Lourenço e HENRIQUE, Adinael José. Entrevistas presenciais. Santa Gertrudes, 16 jan. 2017.

FILIER, Parsifal Lourenço. Entrevista presencial. Santa Gertrudes, 16 jan. 2017.

GARCIA, Liliana Bueno dos Reis. O passado e o presente: Santa Gertrudes seu povo e sua história. Rio Claro: Expressão, 2003.

GUERRA, Paula. Paixões sónicas conservadas em disposofonias: o musicar de Gustavo Costa e da Sonoscopia. ArtCultura: Revista de História, Cultura e Arte, v. 22, n. 41, Uberlândia, 2020.

GUERRA, Paula. Vozes da raiva, punk e subculturas: um roteiro pelas culturas juvenis no Portugal contemporâneo. In: PEREIRA, Cláudia e BELEZA, Joana (orgs.). A cultura material nas (sub)culturas juvenis: do DIY às trocas digitais. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio/Mauad X, 2018.

HAWKING, Jane. A teoria de tudo: a extraordinária história de Jane e Stephen Hawking. São Paulo: Única, 2014.

Inocentes: som e fúria (apresentação comemorativa dos 25 anos da banda). Brasil: Monstro Discos, 2009, 1 DVD (90 min).

MARQUIONI, Carlos Eduardo. Do rock como materialidade alternativa para acesso a “estruturas de sentimento”: o Velvet Underground e o cenário da música pop no final dos anos 1960. Per Musi: Revista Acadêmica de Música, n. 38, Belo Horizonte, 2018.

MARQUIONI, Carlos Eduardo. Uma fúria, três metrópoles: breves apontamentos acerca da aurora do punk rock em Nova Iorque, Londres e São Paulo. In: FENERICK, José Adriano (org.). Nas trilhas do rock: contracultura e vanguarda. Curitiba: Editora Appris, 2021.

MCNEIL, Legs e MCCAIN, Gillian. Mate-me, por favor (please kill me): a história sem censura do punk. Porto Alegre: L&PM, 1996.

MILLER, Daniel. Material culture and mass consumption. Oxford-New York: Basil Blackwell, 1987.

MILLER, Daniel. Stuff. Cambridge: Polity Press, 2010.

MOREIRA, Gastão. Botinada: a origem do punk no Brasil. Brasil: ST2 Vídeo, 2006, 1 DVD (110 min).

NUNES, Máira de Souza. God save the queer: mobilização e resistência antimainstream no Facebook. Tese (Doutorado em Comunicação e Linguagens) – UTP, Curitiba, 2017.

O’HARA, Craig. A filosofia do punk: mais do que barulho. São Paulo: Radical Livros, 2005.

Ouvir “California” (Simpletones), Simpletones. LP Beach Blvd, Poshboy, 1979.

PAIVA, Marcelo Rubens e NASCIMENTO, Clemente Tadeu. Meninos em fúria: e o som que mudou a música para sempre. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2016.

PINTO, André Góes Araújo. Entrevista concedida (via WhatsApp). Santa Gertrudes-Curitiba, 21 jan. 2019.

ROBB, John. Punk rock: an oral history. Michigan: PM Press, 2012.

TEMPLE, Julien. The filth and the fury: a Sex Pistols Film. New York: New Line, 2000.

THOMPSON, Dave. London’s burning: true adventures on the front lines of Punk – 1976-1977. Chicago: Chicago Review Press, 2009.

TONON, Letícia e TONIN, Wagner. Rock Pé Vermelho. Santa Gertrudes: Ateliê Pé Vermelho, 2017. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=vUnFUz2dMlk&feature=youtu.be&fbclid=IwAR1Q_d1Sqm6cTs-tForZ6-WCjy5_bf55jb-87x_mWtC9jIuqp3AhW6bEL08>. Acesso em 17 jan. 2021.

TONON, Letícia. Voz. Santa Gertrudes: Ateliê Pé Vermelho, 2014. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=0uxTZpBisZM>. Acesso em 13 fev. 2016.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e materialismo. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

WILLIAMS, Raymond. Drama from Ibsen to Brecht. Londres: Chatto & Windus, 1971.

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade: na história e na literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

WILLIAMS, Raymond. The long revolution. Peterborough: Broadview, 2001.

Downloads

Publicado

2021-12-24

Como Citar

Marquioni, C. E. . (2021). Uma fúria compartilhada em toda parte: sentimento e cultura material nos primórdios do punk rock do interior paulista. Artcultura, 23(43), 143–159. https://doi.org/10.14393/artc-v23-n43-2021-64089

Edição

Seção

Minidossiê: Argentina e Brasil: entre a canção romântica e o rock dos anos 80-90