Diálogos em ação: o cinema falado e as tensões na construção da nacionalidade brasileira (1920-1930)

Autores

  • Carla Miucci Ferraresi de Barros

DOI:

https://doi.org/10.14393/artc-v22-n41-2020-58645

Palavras-chave:

cinema-falado, modernidade, nacionalidade

Resumo

Considerando o processo que deu voz às estrelas do écran, numa operação que tornou capaz a fixação da fala, da trilha musical e dos ruídos gravados junto à película, o artigo busca refletir, a partir da análise de publicações em revistas especializadas veiculadas pela imprensa nas décadas de 1920 e 1930, como a chegada do cinema falado no Brasil – especificamente em São Paulo e no Rio de Janeiro – não só impactou a maneira de fazer, distribuir e consumir os filmes, como participou de um intenso debate entre diferentes perspectivas acerca do tenso e contraditório processo de construção de uma moderna nacionalidade brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Miucci Ferraresi de Barros

Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Professora do Instituto de História e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Coorganizadora, entre outros livros, de História em projetos. Velhos mundos e mundos novos: encontros e desencontros – do século XVI ao XVIII. 7º ano. 2. ed. São Paulo: Ática, 2011. 

Referências

A Cena Muda, v. 21, n. 1092, 24 fev. 1942.

ALMEIDA, Guilherme de. São João. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 24 jun. 1927.

ALMEIDA, Guilherme de. Scenas e paisagens da minha terra. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 7 jul. 1922.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1973.

Cine Magazine, v. 6, n. 65, set. 1938.

Cinearte, anno I, n. 12, Rio de Janeiro, 1926.

Cinearte, anno I, n. 3, Rio de Janeiro, 1926.

Cinearte, anno I, n. 8, Rio de Janeiro, 1926.

Cinearte, anno II, n. 73, Rio de Janeiro, 20 jul. 1927.

Cinearte, anno IV, n. 176, Rio de Janeiro, 10 jul. 1929.

Cinearte, anno VI, v. 6, n. 276, Rio de Janeiro, 10 jun. 1931.

Cinearte, n. 173, Rio de Janeiro, 19 jun. 1929.

Cinearte, n. 417, Rio de Janeiro, 1935.

FABRIS, Annateresa. O futurismo paulista: hipóteses para o estudo da chegada da vanguarda no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1994.

FREIRE, Rafael de Luna. “Versão brasileira” – Contribuições para uma história da dublagem cinematográfica no Brasil nas décadas de 1930 e 1940. C-Legenda, Niterói, 2011.

FREIRE, Rafael de Luna. A conversão para o cinema sonoro no Brasil e seu mercado exibidor na década de 1930. Significação: Revista de Cultura Audiovisual, v. 40, n. 40, São Paulo, 2013.

LEÃO, Antônio Carneiro. São Paulo em 1920. Rio de Janeiro: Anuário Americano, 1920.

LIMA, Pedro. A propósito de Thesouro perdido e sua exibição. Cinearte, Rio de Janeiro, 16 mar. 1927.

LOBATO, Monteiro. A onda verde. São Paulo: Monteiro Lobato & Cia, 1921.

LUCAS, Tais Campelo. Cinearte: o cinema brasileiro em revista (1926-1942). Dissertação (Mestrado em História) – UFF, Niterói, 2005.

MAURO, Humberto. Cinema falado no Brasil. Cinearte, v. 11, Rio de Janeiro, 1932.

O cinema. Revista Feminina, ano VIII, n. 80, São Paulo, 1921.

RANCIÈRE, Jacques. Políticas da escrita. São Paulo: Editora 34, 1995. SCHVARZMAN, Sheila, Humberto Mauro e as imagens do Brasil. São Paulo: Editora Unesp, 2004.

SELONK, Aletéia P. de Almeida. Distribuição cinematográfica no Brasil e suas repercussões políticas e sociais – um estudo comparado da distribuição da cinematografia nacional e estrangeira. Disponível em <https://www.ancine.gov.br/media/SAM/AnosAnteriores/teses_monografias/SelonkAleteiaDistribuicao.pdf>. Acesso em 10 abr. 2020.

SPINI, Ana Paula. Cordis: História, Cinema e Política, n. 16, São Paulo, jan.-jun. 2016.

Downloads

Publicado

2020-12-26

Como Citar

Miucci Ferraresi de Barros, C. . (2020). Diálogos em ação: o cinema falado e as tensões na construção da nacionalidade brasileira (1920-1930). Artcultura, 22(41), 90–102. https://doi.org/10.14393/artc-v22-n41-2020-58645

Edição

Seção

Dossiê: História & visualidades