Entrevista Ana Maria Lisboa DE Mello: "a crítica do imaginário responde às nossas inquietações sobre a linguagem, o sentido, a interpretação de nosso lugar na sociedade".

Autores

  • Enivalda Nunes Freitas Souza UFU
  • Elzimar Fernanda Nunes Ribeiro UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/TES-V1n1-2018-11

Resumo

A Téssera tem a honra de oferecer em seu primeiro número uma entrevista com Ana Maria Lisboa de Mello, cujas perguntas partiram de membros do GT "Imaginário, representações literárias e deslocamentos culturais". Ana Lisboa é uma das primeiras pesquisadoras brasileiras a abordar a literatura pela crítica do imaginário. Nesta entrevista, a professora constrói um pensamento e revisa conceitos de tal forma que o leitor poderá compreender os fundamentos e o percurso dessa crítica, desde a definição do termo "imaginário", cunhada por Gilbert Durand e Jean-Jacques Wunenburger, até uma infinidade de autores e obras de teorias e críticas sobre o imaginário. As reflexões aqui expostas tornam essa entrevista indispensável aos estudiosos das imagens, dos símbolos e dos mitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-11-26

Como Citar

SOUZA, E. N. F.; NUNES RIBEIRO, E. F. Entrevista Ana Maria Lisboa DE Mello: "a crítica do imaginário responde às nossas inquietações sobre a linguagem, o sentido, a interpretação de nosso lugar na sociedade". Téssera, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 173–182, 2018. DOI: 10.14393/TES-V1n1-2018-11. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/tessera/article/view/46112. Acesso em: 3 dez. 2022.