O ensino da história e os estudos de gênero na historiografia brasileira

Autores

  • Ana Maria Colling
  • Losandro Antonio Tedeschi

Resumo

A história é um relato marcado por relações de poder, que também produz silêncios, como nos ensina Michel Foucault. As relações de gênero, as relações de poder entre os sexos, aparecem com destaque na historiografia. A invisibilidade do feminino é um fato detectado em qualquer manual de ensino da história. Pouco conhecemos as personagens reais que, juntamente com os homens, construíram a história brasileira, mas como imagem ou representação as mulheres estão sempre presentes. Reconhecer os discursos e as práticas que nomearam ou silenciaram as mulheres é uma tarefa primeira e urgente aos historiadores/as preocupados/as em libertar a história do discurso excludente e falocêntrico. Incluir as mulheres no processo histórico e no ensino de história, não significa apenas incluir a metade da humanidade, mas democratizar a história.

          

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-01-05

Como Citar

COLLING, A. M.; TEDESCHI, L. A. O ensino da história e os estudos de gênero na historiografia brasileira. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 28, n. 53, 2016. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/32777. Acesso em: 6 jul. 2022.