Narrativas urbanas: sensibilidades e fantasmagorias modernas em O Coração Denunciador de Edgar Allan Poe

Autores

  • José Luís de Oliveira e Silva Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

Este artigo busca estabelecer uma reflexão que envolva as possibilidades teórico-metodológicas que surgem com a incorporação do texto e do metier literário ao ofício do historiador. Para tanto, tomo o conto O coração denunciador (POE, 1843) como suporte para pensar as subjetividades urbanas modernas que, acredito, estavam em jogo no momento da escrita e primeiras leituras do texto.

PALAVRAS-CHAVE: História. Narrativa. Modernidade.

ABSTRACT: the article aims to establish a reflection that involves the theoretical and methodological possibilities that arise with the incorporation of text and literary metier letter to the historian. For that, I take the tale The telltale heart (POE, 1843) as support for modern urban subjectivities thinking that I believe were at stake at the time of writing and early reading of the text.

KEYWORDS: History. Narrative. Modernity.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luís de Oliveira e Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Licenciado em História pela Universidade Estadual do Piauí; especialista e mestre em História do Brasil pela Universidade Federal do Piauí; doutorando em História pela universidade Federal de Goiás.

Downloads

Publicado

2011-12-14

Como Citar

SILVA, J. L. de O. e. Narrativas urbanas: sensibilidades e fantasmagorias modernas em O Coração Denunciador de Edgar Allan Poe. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 24, n. 45, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19409. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Dossiê História e Literatura - Org.: Prof. Dr. Leandro Jos