História e memória do movimento docente na Universidade Federal de Sergipe (1979-1990): de Associação Docente à Seção Sindical do ANDES-SN

Autores

  • Antônio Fernando de Araújo Sá Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.14393/HeP-v31n58-2018-6

Resumo

O trabalho tem por objetivo a reconstrução da trajetória do movimento docente, na Universidade Federal de Sergipe, dentro do processo de transformação de associação em sindicato. Por meio de entrevistas com dirigentes e militantes da Seção Sindical, da Associação dos Docentes da universidade, a polifonia da memória foi reveladora da complexidade das experiências dos trabalhadores nas últimas décadas de reconstrução democrática no Brasil, manifestando-se no entrecruzamento das dimensões acadêmicas e sindicais que culminaram na constituição e no fortalecimento do Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES-SN). A preservação da memória sindical docente se revela importante, no contexto atual de tentativas de desregulamentação das relações de trabalho e da mercantilização da educação, ao resgatar formas de resistência e luta para a conquista de direitos sociais e sindicais. Ao mesmo tempo, retoma a necessária inclusão do tema da cidadania dos distintos sujeitos sociais no sentido do direito da narração, ou seja, da memória e do esquecimento.

PALAVRAS-CHAVE: Brasil. História. Memória. História oral. Militância Sindical.

ABSTRACT: The work goals at the reconstruction of the teaching movement trajectory at the Federal University of Sergipe within the transformation process since teacher's society into union. Through interviews with leaders and activists of the Union Section of the Association of University Teachers, the polyphony of memory was revealing the complexity of the experiences of workers in recent decades of democratic reconstruction in Brazil, manifesting itself in the intersection of academic and union dimensions. They culminated in the establishment and strengthening of the National Union of Higher Education Teachers (ANDES-SN). The preservation of the teaching union memory is important in the current context of attempts to deregulation of labor relations and the commodification of education, recovering forms of resistance and struggle for the achievement of social and trade union rights. Meanwhile, it takes back the necessary inclusion of citizenship theme of distinct social subjects in the sense of the right of narration i.e. memory and oblivion.

KEYWORDS: Brazil. History. Memory. Oral History. Union Militancy

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Fernando de Araújo Sá, Universidade Federal de Sergipe

Professor associado do Departamento de História e dos Programas de Pós-Graduação em História e Letras da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Doutorado em História pela Universidade de Brasília. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História (2014-2016)

Downloads

Publicado

2019-01-11

Como Citar

SÁ, A. F. de A. História e memória do movimento docente na Universidade Federal de Sergipe (1979-1990): de Associação Docente à Seção Sindical do ANDES-SN. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 31, n. 58, 2019. DOI: 10.14393/HeP-v31n58-2018-6. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/34126. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História, Métodos e Narrativas