Fragmentos da modernidade em Rio Grande: a contribuição dos cartões postais (1902-1930)

Autores

  • Eduardo Arriada História/Educação/UFPEL-RS
  • Hardalla Santos do Valle Educação/UFPEL-RS

Resumo

O objetivo deste texto é analisar o cartão postal como documento iconográfico que de diversas maneiras contribui o estudo da cidade de Rio Grande/RS no passado. Produzido no exterior, ou mesmo por algumas casas editoriais rio-grandinas, este documento perpetua algumas cenas, oculta outras, esquece de muitas, mas nem por isso deixa de ser relevante. Neste sentido, discorremos acerca de diversos cartões postais produzidos pelas seguintes casas editoriais: Meira, Strauch, Americana, Miscelânea, etc. O recorte temporal prende-se ao surgimento dos primeiros cartões postais da cidade de Rio Grande até o ano de 1930, quando a "febre" da cartofilia arrefeceu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Arriada, História/Educação/UFPEL-RS

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas (PPGE-UFPEL). Doutor em Educação (PPGE-PUC-RS). Mestre em História (PPGH-PUC-RS). Membro do Centro de Estudos e Investigações em História da Educação (CEIHE-PPGE-UFPEL). Graduado em História (UFPEL). Graduado em  Direito (UFPEL).

Hardalla Santos do Valle, Educação/UFPEL-RS

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de pelotas (PPGE-UFPEL). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Mestre em Educação (PPGE-UFPEL). Membro do Centro de Estudos e Investigações em História da Educação (CEIHE-PPGE-UFPEL). Graduada em História Licenciatura (FURG). Graduada em História Bacharelado (FURG).

Downloads

Publicado

2015-07-22

Como Citar

ARRIADA, E.; VALLE, H. S. do. Fragmentos da modernidade em Rio Grande: a contribuição dos cartões postais (1902-1930). Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 27, n. 52, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/30965. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos