Vitam Impendere Vero: moral e verdade na pesquisa.

Autores

  • Estevão C. de Rezende Martins História/UNB

Resumo

Ética e moral na pesquisa científica são uma questão recorrente. Normatização de conduta e definição de critérios transcendentais de validade do conhecimento e dos modos de o obter constituíram um ponto crucial de reflexão. Busca-se neste artigo, em três passos argumentativos, expor que (1) o primeiro compromisso ético da investigação científica é com a busca honesta da verdade possível, que (2) o regramento moral dos praticantes da pesquisa decorre da assunção - por princípio - da prevalência do valor e da dignidade da vida e da pessoa humanas e que (3) os esforços atuais de hipernormatização estatal das regras de pesquisa correm o risco de coisificar e esterilizar a vocação inovadora e explanatória da ciência. A opção pela convenção intraprofissional de princípios e normas parece ser a mais adequada, afastado o intervencionismo estatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Estevão C. de Rezende Martins, História/UNB

Doutor em Filosofia e História. Professor titular de Teoria da História e História Contemporânea do Departamento de História da Universidade de Brasília. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq nível 1B.

Downloads

Publicado

2015-07-22

Como Citar

MARTINS, E. C. de R. Vitam Impendere Vero: moral e verdade na pesquisa. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 27, n. 52, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/30957. Acesso em: 24 jun. 2022.

Edição

Seção

DOSSI