Uma história social comparada do trabalho em frigoríficos: Estados Unidos e Brasil (1880-1970)

Autores

  • Antônio de Pádua Bosi Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Resumo

Este artigo discute comparativamente o trabalho em frigoríficos nos EUA e no Brasil, dois dos maiores produtores de carne do planeta. Argumento que a indústria da carne frigorificada (ou congelada) constituiu-se como um poderoso oligopólio no século XX e obteve seu sucesso a partir, principalmente, da exploração de trabalho abundante e barato. A comparação proposta coloca em perspectiva um período histórico iniciado no final do século XIX, marco inaugural da organização do trabalho em frigoríficos baseados em linha industrial de desmontagem, e vai até os anos 1970, quando uma profunda reestruturação na organização do trabalho provocou um rápido declínio dos salários e das condições de trabalho, demarcando o predomínio do processamento da carne de frango sobre a de porco e de boi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio de Pádua Bosi, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Downloads

Publicado

2015-02-04

Como Citar

BOSI, A. de P. Uma história social comparada do trabalho em frigoríficos: Estados Unidos e Brasil (1880-1970). Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 27, n. 51, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/28896. Acesso em: 8 dez. 2022.