Experiências ferroviárias na cidade de Ponta Grossa (PR) (1955-1997)

Autores

  • Rosângela Maria Silva Petuba Universidade Estadual de Ponta Grossa

Resumo

Este artigo dialoga com a experiência dos trabalhadores ferroviários e de suas famílias na cidade de Ponta Grossa (PR). Problematiza a maneira pela qual o ser ferroviário se constituiu em um modo de vida, uma prática social em que visões, projetos e significados do viver, do morar e do trabalhar na cidade e na ferrovia, articularam-se. Essas experiências foram percebidas como outra possibilidade de diálogo com o tempo vivido e como alternativa para construção de outras histórias da ferrovia e de sua relação com a cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosângela Maria Silva Petuba, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Professora adjunta no Departamento de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Downloads

Publicado

2015-02-04

Como Citar

PETUBA, R. M. S. Experiências ferroviárias na cidade de Ponta Grossa (PR) (1955-1997). Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 27, n. 51, 2015. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/28892. Acesso em: 30 nov. 2022.