DISCIPLINA E COESÃO NA CASERNA: O DISCURSO MLITAR DA REVISTA "A DEFESA NACIONAL" NO PÓS 1930.

Autores

  • Fernanda de Santos Nascimento História/PUC-RS

Resumo

Este artigo procura demonstrar a intensa publicação de artigos e notas relacionados à questão da disciplina e da hierarquia na instituição militar brasileira pós 1930 nas páginas da revista. A Defesa Nacional. Tal periódico teve relevante importância no processo de modernização da instituição. O período aqui estudado compreende delicado momento onde a instituição sofre com diversas divisões associadas a sua participação na Revolução de 1930 e a incorporação dos tenentes anistiados. Destaca-se, nesse sentido, a atuação do general Góes Monteiro e dos editores da revista A Defesa Nacionalna manutenção da ordem dentro da instituição. A desunião da classe armada só seria efetivamente reparada com o Estado Novo, em 1937. Os brados por disciplina e coesão ganham importância, sobretudo, em um cenário onde os militares discutem e pensam efetivamente sua participação na política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda de Santos Nascimento, História/PUC-RS

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, bolsista CNPq, sob orientação da Profa. Dra. Ruth Chittó Gauer.

Downloads

Publicado

2014-08-27

Como Citar

NASCIMENTO, F. de S. DISCIPLINA E COESÃO NA CASERNA: O DISCURSO MLITAR DA REVISTA "A DEFESA NACIONAL" NO PÓS 1930. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 27, n. 50, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/27508. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos