Sociabilidades e moralização dos costumes: Os guardas-civis e a experiência do policiamento do meretrício em Belo Horizonte (1928-1934)

Autores

  • Lucas Carvalho Soares de Aguiar Pereira Graduado em História (FAFICH-UFMG), mestre em Educação (FaE-UFMG), professor do curso de Bacharelado em Humanidades e de Licenciatura em História da Faculdade Interdisciplinar em Humanidades pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri-UFVJM.

Resumo

O artigo investiga as experiências dos guardas-civis em Belo Horizonte no policiamento do meretrício entre 1928 e 1934. Período de intensa transformação administrativa do estado mineiro resultando em reformas na organização policial que buscaram consolidar uma eficiente polícia técnica e investigativa. As fontes privilegiadas neste estudo consistem em narrativas publicadas nas colunas policiais dos jornais impressos diários da capital, que possuem indícios das relações de sociabilidades estabelecidas entre os funcionários da polícia civil, da Força Pública e as meretrizes. E, também, as deficiências do projeto de promoção de um policiamento moral, dada a distância entre teoria e as práticas sociais. Argumenta-se, enfim, que a experiência do policiamento promove um conhecimento social mobilizado pelos guardas no exercício de suas atividades.
PALAVRAS-CHAVE: Guardas-civis. Experiência. Conhecimento social.

ABSTRACT: This paper investigates the experience of the constables in Belo Horizonte in the police patrol on the practice of prostitution over 1928 and 1934. That period corresponds to an administrative reform of Minas Geraissubsidizing a reorganization of police forces, which allowed the consolidation of an efficient administrative and scientific police. The main sources are police columns published in thelocal diary. They provide indices of relationships between employees of civil and military police and the prostitutes. Also shows the fragility of the dissemination of a "moral policing", forasmuch the distance between theory and the social practices. At last, the experience of police patrol promotes a "social knowledge" mobilized by the constables in the exercise of their activities.
KEYWORDS: Constables. Experience. Social knowledge.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-03-08

Como Citar

PEREIRA, L. C. S. de A. Sociabilidades e moralização dos costumes: Os guardas-civis e a experiência do policiamento do meretrício em Belo Horizonte (1928-1934). Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 26, n. 49, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/24979. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História do Crime, da Polícia e da Justiça Criminal - Prof. Dr. Deivy Ferreira Carneiro (org.)