DESIGUAIS POR NATUREZA: PERCEPÇÕES DE UM BARÃ AMAZÔNICO SOBRE OS PENSAMENTOS ANARQUISTAS E SOCIALISTAS NO ALVORECER DA REPÚBLICA

Autores

  • Magda Maria Oliveira Ricci Universidade Federal do Pará
  • Luciano Demetrius Barbosa Lima

Resumo

Este artigo analisa as percepções do historiador e político Domingos Antônio Raiol (Barão de Guajará). Examina também os pensamentos socialistas e anarquistas difundidos no Brasil a partir das últimas décadas do século XIX. A partir da obra Visões do Crepúsculo(1898), elaborada por Raiol no início da República no Brasil, este estudo analisa as críticas, as influências das experiências intelectuais (naturalista) e do pensamento cientificista desse autor, bem como suas relações com os movimentos sociais e as idéias igualitárias na virada do século XIX para o XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Magda Maria Oliveira Ricci, Universidade Federal do Pará

Doutora em História Socila pela Universidade Estadual de Campinas e professora do programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia da UFPA.

Luciano Demetrius Barbosa Lima

Mestre em História Social da Amazônia pela UFPA

Downloads

Publicado

2013-08-16

Como Citar

RICCI, M. M. O.; LIMA, L. D. B. DESIGUAIS POR NATUREZA: PERCEPÇÕES DE UM BARÃ AMAZÔNICO SOBRE OS PENSAMENTOS ANARQUISTAS E SOCIALISTAS NO ALVORECER DA REPÚBLICA. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 26, n. 48, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/23311. Acesso em: 24 jun. 2024.