Mitologia e emulação poética em Prosopopéia: harmonização entre elementos potencialmente conflitantes

Autores

  • Cleber Vinicius do Amaral Felipe

Resumo

Neste artigo, buscamos mapear a utilização de figuras de ornato (incluindo representações mitológicas, heréticas e pagãs) e tópicas de invenção (entendidas como construções poéticas recorrentes e usuais) em Prosopopéia, obra retórico-poética integrante das belas letras seiscentistas, cuja autoria é atribuída a Bento Teixeira. Ocupamo-nos, mais detidamente, em sondar elementos engenhosos que, em sua essência, contrariam os dogmas cristãos, mas que, ao serem (re)contextualizados e (re)significados, passam a ser aceitos e aprovados pelas autoridades competentes, a saber: Império português e Igreja Católica.

PALAVRAS-CHAVE: Prosopopéia. Gregório de Matos. Heterodoxia. Representação.

ABSTRACT: In this article, we search to map up the use of figures of ornament (including mythological, heretical and pagan's representations) and topical invention (understood as recurrent poetic and usual constructions) in Prosopopéia, text assigned to Bento Teixeira. We deal closely more depth in sound ingenious elements which, in its essence, go against to the Christian's dogma, but, when (re)contextualized and (re)meanings, become accepted and approved by the competent authorities, namely: Portuguese Empire and the Catholic Church.

KEYWORDS: Prosopopéia. Gregório de Matos. Heterodoxy. Representation.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-01-28

Como Citar

VINICIUS DO AMARAL FELIPE, C. Mitologia e emulação poética em Prosopopéia: harmonização entre elementos potencialmente conflitantes. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 22, n. 41, 2010. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19246. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos