Participação de segmentos sociais fluminenses nas procurações passadas na capitania de Minas Gerais (1711 - 1730)

Autores

  • Carlos Kelmer Mathias

Resumo

Analisando 1.013 escrituras de procuração bastante presentes no Arquivo da Casa Setecentista de Mariana, o artigo analisa a participação dos variados segmentos sociais sediados na capitania do Rio de Janeiro nas procurações passadas no termo de Vila do Carmo entre 1711 e 1730, salvo o intervalo de 1721 a 1725. Dentre tais procuradores, destaca-se a atuação dos homens de negócio, senhores de engenho, mercadores, Familiares do Santo Ofício e membros da nobreza da terra.

PALAVRAS-CHAVE: Procuração. Homens de negócio. Senhores de engenho.

ABSTRACT: Analyzing 1.013 letters of attorney present in the archives of the Casa Setecentista de Mariana, the article examines the participation of various social segments based on captainship of Rio de Janeiro in those letters passed at the term of Vila do Carmo between 1711 and 1730, except the interval from 1721 to 1725. Among those attorneys, it is distinguished performance of business men, plantation owner (senhor de engenho), merchants, Familiars of the Holy Office and members of the landed nobility.

KEYWORDS: Business men. Plantation owner. Merchants.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-08-29

Como Citar

KELMER MATHIAS, C. Participação de segmentos sociais fluminenses nas procurações passadas na capitania de Minas Gerais (1711 - 1730). Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 1, n. 40, 2009. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19213. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos