FACUNDO NO SERTÃO: GUSTAVO BARROSO E O CANGACEIRISIMO

Autores

  • Norberto O. Ferreras

Resumo


No presente trabalho exploramos alguns dos mais importantes estudos sobre o banditismo social no Nordeste do Brasil, enfatizando a análise do livro Heróis e Bandidos do romancista e ensaísta cearense Gustavo Barroso. O foco principal da nossa análise concentra-se na relação existente entre Barroso e outros estudos anteriores e posteriores deste fenômeno e na forma pela qual Barroso tornou-se um tipo de paradigma do assunto. Para compreender o trabalho de Barroso acompanhamos as suas principais influências e, mais especificamente, o político e analista argentino Domingo Faustino Sarmiento e a forma em que o mesmo é lido por Barroso.

PALAVRAS-CHAVE: cangaceirismo, banditismo, nordeste, história das idéias.


ABSTRACT

In this article we explore some of the most important studies about social bandits and their practices in Brazilian Northeast, by analyzing the book Heróis e Bandidos, by the novelist and writer Gustavo Barroso, from State of Ceará. The main focus here is the relationship between this author's approach of heroes and bandits and other studies, since Barroso's became a kind of paradigm to the theme. To understand his work we searched his main influences, more specifically the argentine politic leadership and researcher Domingo Faustino Sarmiento and the way Barroso reads him.

KEYWORDS: cangaceirismo, bandits, Northeast, intellectual history.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-02-03

Como Citar

O. FERRERAS, N. FACUNDO NO SERTÃO: GUSTAVO BARROSO E O CANGACEIRISIMO. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 1, n. 2930, 2009. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19147. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Espaço rural brasileiro: constituição, tensões e