ESPAÇO RURAL EM TRANSFORMAÇÃO: UM LUGAR DE (QUAL) MEMÓRIA?

Autores

  • Múcio Tosta Gonçalves

Resumo


Interpretando um processo histórico de produção de um território subordinado ao desenvolvimento de atividades agroindustriais baseadas em grandes plantações florestais homogêneas e por meio do qual o mundo rural local sofreu transformações significativas, o artigo discute como os diversos atores privados e públicos, dominantes e subordinados construíram uma leitura própria dos elementos dessa história e aborda as principais implicações tanto do processo quanto da forma como ele foi apropriado e elaborado.

PALAVRAS-CHAVE: Espaço rural, memória, plantações florestais.


ABSTRACT

This article discusses the way in which the private, public, dominant and subordinate social actors have made their reading of the production history. It does so by interpreting the production historical process of agrarian and industrial activities based on great and homogenous wood plantation, since it meant relevant changes in the rural sphere. The article also approaches the main implications of both the process and the way in which it was assumed and elaborated by those actors.

KEYWORDS: Rural space, memory, wood plantations.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-02-03

Como Citar

TOSTA GONÇALVES, M. ESPAÇO RURAL EM TRANSFORMAÇÃO: UM LUGAR DE (QUAL) MEMÓRIA?. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 1, n. 2930, 2009. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19143. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Espaço rural brasileiro: constituição, tensões e