A sétima porta da cidade: memória, esquecimento e ressentimento na história de São Paulo

Autores

  • Amilcar Torrão Filho

Resumo

Este artigo discute algumas teorias sobre a memória, tanto a memória social como a memória involuntária, o esquecimento como parte da constituição da memória e o ressentimento na constituição de uma memória paulista que cria mitos e exclui seu passado colonial, a escravidão indígena e a presença do negro na História da cidade e do Estado de São Paulo. PALAVRAS-CHAVE: memória, esquecimento, São Paulo, urbanismo. ABSTRACT This article discusses some theories about memory - both the social and the involuntary -, and the forgetfulness as a part of memory's constitution. It also focuses on the resentment regarding the constitution of a Paulista memory that creates myths and excludes its colonial past, the indigenous slavery and the presence of black people in São Paulo history. KEYWORDS: memory, forgetfulness, São Paulo, urbanism.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-30

Como Citar

TORRÃO FILHO, A. A sétima porta da cidade: memória, esquecimento e ressentimento na história de São Paulo. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 1, n. 31, 2009. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19133. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Memória: abordagens, escritura