As águas das cidades (1850-1920): usos e negócios

Autores

  • Antônio Bosi

Resumo


Tomando como foco de estudo a cidade de Uberabinha (MG), este artigo discute os usos da água no Brasil durante as décadas de 1850 a 1920. Tento explorar a idéia de que a municipalização da água no espaço urbano, iniciada no final do século XIX a transformação da água em serviço público, aconteceu como forma de disciplinar costumes e como meio de gerar receita para o poder público municipal, intensificando o processo de acumulação de capital no âmbito regional. Sobretudo, busco problematizar como esse processo alterou significativamente as percepções acerca dos usos da água.

PALAVRAS-CHAVE: Serviços públicos. República Velha. Uberlândia.


ABSTRACT

This article discusses the uses of the water in the city of Uberabinha/MG in the context of the Old Republic. I try to explore the idea that the transformation of the water in the urban space transformation of the water in public service happened to disciplining habits and also as way of make income for the municipal public power and to intensify the capital accumulation process in the region.

KEYWORDS: Public services. Old Republic. Uberlândia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-02-03

Como Citar

BOSI, A. As águas das cidades (1850-1920): usos e negócios. Revista História & Perspectivas, [S. l.], v. 1, n. 3637, 2009. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19111. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Cultura, cidade e trabalho