Cadernos de Pesquisa do CDHIS https://seer.ufu.br/index.php/cdhis <p>A Revista Cadernos de Pesquisa do CDHIS se constituiu em 1989 como um Boletim Informativo (com 3 páginas) e, desde 2000, como um Caderno de Pesquisa do Programa da Pós-Graduação em História da UFU. O objetivo do periódico é veicular resultados parciais de investigações na área das ciências humanas, além de experiências em preservação e restauro do patrimônio cultural, arquivo de documentos, uso de fontes orais, História Local, incorporando os trabalhos de alunos (as) do Mestrado em História /UFU, de integrantes do CDHIS e de outros (as) pesquisadores (as) nacionais e internacionais.</p> Universidade Federal de Uberlândia pt-BR Cadernos de Pesquisa do CDHIS 1981-3090 Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude da aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais. Apresentação do Dossiê “Os anos 20 e os projetos de modernização do Brasil” https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/66181 Pedro I. D. Tanagino Claudia Ribeiro Viscardi Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 15 18 10.14393/cdhis.v35n1.2022.66181 Reflexões sobre Raízes do Brasil https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/64914 <p>O artigo apresenta o contexto histórico do Brasil no período próximo em que Sérgio Buarque de Holanda escreveu a obra <em>Raízes do Brasil</em>. É evidenciada a mudança do paradigma intelectual ao longo do fim do século XIX e início do XX, com enfoque para o papel do Movimento Modernista, ao qual o autor fez parte. A hipótese central é que a influência weberiana em <em>Raízes do Brasil</em> é importante alicerce para compreender e interpretar os fluxos de poder político, econômico e religioso que permeiam o Estado e a sociedade brasileira até os dias de hoje. Propõe-se, portanto, contribuir para o debate encabeçado por Sérgio Buarque de Holanda, inspirado em Max Weber, acerca da construção das identidades do povo brasileiro. Destarte, a partir de elementos característicos da corrente neoweberiana, atualizam-se análises acerca da idiossincrasia, dos fluxos de poder e da burocracia do Estado brasileiro. Ressalta-se, então, que não se pode compreender o momento presente do país sem se atentar para o passado, de igual modo em que ao se planejar o futuro do país há que se conhecer as nossas características como sociedade.</p> Tatiana Vasconcelos Fleming Machado João Gabriel Danon Tavares Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 19 56 10.14393/cdhis.v35n1.2022.64914 Fascismo e modernismo https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/65633 <p>A década de 1920 foi marcada, no Brasil, por um período de transformações, impulsionadas por um conjunto de fatores, internos e externos, que trazia preocupações aos homens da época, principalmente acerca dos rumos da nação. É em meio a esse contexto que as elites passam a estabelecer discussões sobre o moderno, desenvolvendo, assim, o movimento modernista brasileiro, cujo ápice ocorreu na Semana de Arte Moderna de 1922. Partindo da compreensão sobre a existência de uma associação entre modernismo e fascismo, objetiva-se, nesse artigo, analisar a atuação do líder da Ação Integralista Brasileira, Plínio Salgado, no movimento modernista, a fim de entender as conexões do contexto com a elaboração do pensamento integralista.</p> Gabriela Santi Pacheco Leandro Pereira Gonçalves Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 57 81 10.14393/cdhis.v35n1.2022.65633 OLGA, A AGENTE SECRETA https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/65409 <p>considerando o impacto da trajetória de Olga Benário Prestes para a História Política do Brasil e, principalmente, sua importância na equipe enviada secretamente ao país em 1935, pretendemos revisitar a biografia desta mulher tendo em perspectiva seu recrutamento, formação e atuação como uma agente secreta. Neste sentido, analisamos a trajetória de Olga a partir dos conceitos relacionados ao campo das chamadas Operações Encobertas, que são missões de caráter secreto com objetivo de desestabilização política, fomento a levantes, propaganda, resgate e/ou eliminação de alvos. Tal análise, pretendemos, salientará um traço desta personagem da História Política Republicana do Brasil e, principalmente, servirá de estudo de caso para o campo da Inteligência no tocante ao recrutamento, formação e emprego de agentes.</p> Thiago Pacheco Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 82 102 10.14393/cdhis.v35n1.2022.65409 O Centenário da Independência chegou https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/65413 <p class="Default" style="margin-bottom: 12.0pt; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Palatino Linotype',serif;">Este artigo tem como objetivo analisar a participação do estado do Piauí na Exposição Internacional de 1922, realizada em alusão às comemorações do Centenário da Independência do Brasil. A exposição foi pensada como uma espécie de vitrine para exibir o progresso da nação e divulgar um ideário de modernidade que irradiava da capital republicana, Rio de Janeiro. Assim, o Governo convocou todos os estados da federação para comparecer ao grande ato de patriotismo. No entanto, as elites políticas piauienses não se sentiram confortáveis em compor o evento ao lado dos demais estados, alegando que a situação econômica da região era vergonhosa em virtude da falta de investimentos do Poder Central voltados para a exploração dos seus recursos naturais. A partir de jornais, mensagens governamentais, catálogos dos produtos expostos e correspondências, constatamos que no Piauí a exposição não teve tanta repercussão, expressando ecos dissonantes em relação a outras regiões, uma vez que suas elites políticas a perceberam enquanto momento de resistência e protesto pela situação de abandono em que se encontrava o território. O estado participou do certame de maneira incompleta, isto é, com apenas alguns itens enviados de forma independente, sem nenhuma articulação com as autoridades políticas locais. </span></p> Laila Pedrosa da Silva Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 103 130 10.14393/cdhis.v35n1.2022.65413 O Patrimônio à luz da Primeira República https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/65318 <p>O presente artigo tem como objetivo analisar as noções de patrimônio em formação, durante a década de 20 no Brasil. Para tanto, o propósito é examinar o discurso de Jair Lins e o seu projeto de lei apresentados ao Congresso Nacional em 1925. Por meio da análise do discurso, buscar-se-á demonstrar como a questão patrimonial envolvia aspectos relacionados ao progresso, à civilização, à propriedade e, principalmente, à modernidade. Com base na definição dos conceitos de Koselleck e na sua ideia de espaço de experiência e horizonte de expectativa, procura-se compreender o patrimônio no sentido moderno e a sua relação com a Primeira República.</p> Alexandre Alves de Sousa Moreira Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 131 150 10.14393/cdhis.v35n1.2022.65318 Editorial https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/66179 <p>Editorial escrito pelo Editor da Revista Cadernos de Pesquisa do CDHIS referente ao Volume 35, número 1.</p> Thiago Lenine Tito Tolentino Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 1 3 10.14393/cdhis.v35n1.2022.66179 Editorial coletivo do fórum de editores de periódicos da ANPUH-BRASIL https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/66180 <p>Editorial coletivo elaborado entre os meses de setembro e novembro de 2021, pelas/os participantes do fórum de editores de periódicos da ANPUH-BRASIL em defesa de uma política de valorização das revistas acadêmicas na área de História.</p> Centro de Documentação e Pesquisa em História Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1 4 14 10.14393/cdhis.v35n1.2022.66180 Sumário https://seer.ufu.br/index.php/cdhis/article/view/66182 <p>Sumário do Volume 35, número 1 da Revista Cadernos de Pesquisa do CDHIS</p> Mário Costa de Paiva Guimarães Júnior Copyright (c) 2022 Cadernos de Pesquisa do CDHIS 2022-06-30 2022-06-30 35 1